10 de maio de 2017

Comissão de Agricultura ouviu Ministro Maggi sobre Operação Carne Fraca



Para Assis do Couto, um dos requerentes da audiência pública, a situação é oportuna para debater melhorias e uma descentralização do sistema de inspeção sanitário nacional

A pedido do deputado federal Assis do Couto (PDT-PR), a Comissão de Agricultura da Câmara realizou, nesta quarta-feira (10), uma audiência pública para debater os efeitos econômicos e sociais da operação Carne Fraca. O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, participou dos debates, realizados no Plenário 06, às 10 horas. Além do deputado Assis, também foram autores do requerimento para a realização da audiência pública os deputados Sergio Souza (PMDB-PR), Herculano Passos (PSD-SP), Izaque Silva (PSDB-SP), e Afonso Hamm (PP-RS).
 
A operação Carne Fraca foi realizada pela PF (Polícia Federal) no início de 2017, constatando o envolvimento de um esquema criminoso envolvendo frigoríficos e propina supostamente paga a fiscais do Ministério da Agricultura para facilitar a fiscalização sanitária de carnes produzidas no Brasil. Por isso, além dos efeitos econômicos e sociais da operação, os deputados debateram o atual modelo de inspeção sanitário brasileiro.
 
Para o deputado Assis do Couto, o governo precisa voltar os olhos à questão da inspeção sanitária não apenas do ponto de vista do Serviço de Inspeção Federal (SIF). Na visão do parlamentar paranaense, o SIF é demasiadamente centralizado e elitizado. “O País é muito grande. As oportunidades são enormes. Deveríamos fazer, desta experiência que estamos passando com a Carne Fraca, uma enorme reflexão sobre todo o serviço de inspeção sanitária do País”, pontuou.
 
Assis disse que é necessário centralizar o sistema e não dividir. Hoje, o serviço de inspeção é feito em três esferas: federal, estadual e municipal. “É preciso caminhar para uma unificação deste sistema de inspeção sanitária. Hoje falta diálogo entre estas três esferas. O Suasa [Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária] é um ensaio para este caminho. E com a estrutura que o SIF tem, com a uma eficiência extraordinária, precisa pensar na descentralização”, argumentou.
 
O deputado disse que vai apresentar um requerimento, na própria Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, para criar uma subcomissão com o objetivo de debater o sistema de atenção sanitária no País. 


Fonte: Assessoria de Comunicação - Foto Alexandre Amarante - Assessoria PDT


URL encurtada: https://goo.gl/IDi7LS




ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

Receba novidades exclusivas do Deputado em seu e-mail.

Preencha todos os campos!