12 de junho de 2017

Assis prevê debates sobre decisão pró-Temer do TSE durante semana curta na Câmara



“Este País não pode ser de poucos. O Brasil não pode continuar entregue a um grupo que saqueia, que rouba, e que quer tirar direitos trabalhistas e previdenciários da nossa gente”, afirmou

Nesta segunda-feira (12), a caminho de Brasília para mais uma semana de trabalho na Câmara dos Deputados, o deputado federal Assis do Couto (PDT-PR) comentou suas expectativas para as atividades do Congresso e reiterou sua decepção pela decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de manter o mandato de Michel Temer como presidente da República.

“Teremos, nesta semana curta, alguns desdobramentos. Ou, ao menos, um debate acalorado sobre a votação do TSE na sexta-feira da semana passada, que poderia caçar o mandato do presidente Michel Temer.  Infelizmente, o tribunal perdeu uma oportunidade e jogou por terra toda a expectativa da população brasileira, ao decidir pela manutenção do mandato do presidente Temer”, avaliou o deputado Assis.

Para ele, que acredita apenas no poder de eleições diretas para reestruturar a ordem política no País, a votação no TSE só reforça a tese de que o governo ilegítimo de Michel Temer trabalha não para o povo, mas para um grupo de apadrinhados.

“Este País não pode ser de poucos. Esta nação de milhões de pessoas depende de políticas públicas. Não pode continuar entregue a um grupo que saqueia, que rouba, e também daqueles que querem tirar os direitos trabalhistas e previdenciários da nossa gente em nome de um dito crescimento. Isso não é verdade. Uma reforma da previdência não vai mudar esse quadro. Crescimento e geração de emprego depende de governo forte, eleito pelo voto popular, como outrora já aconteceu em nosso País”, reforçou o deputado.

Por isso, Assis, mais uma vez, conclama a população para que, de forma ordenada, lute pelos seus direitos e por eleições diretas:

“A sociedade precisa participar mais da política, separar o joio do trigo, fazer o bom debate, ir pra rua, cobrar. Não é possível que um governo com ideias tão contrárias às do povo brasileiro continue governando o País”. 


Fonte: Assessoria de Comunicação


URL encurtada: https://goo.gl/r1Jk1L




ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

Receba novidades exclusivas do Deputado em seu e-mail.

Preencha todos os campos!